Páginas

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Drogas e prostituição na avenida Bernado Horta, a mais movimentada de Cachoeiro é a menos fiscalizada


Em pleno centro da cidade, na Avenida Bernardo Horta, em Cachoeiro de Itapemirim-ES, é possível presenciar venda de drogas e prostituição a qualquer hora. A população está revoltada com situação e acredita que há falta de fiscalização por parte da polícia.
Quem passa pela avenida depois das 22h fica assustado com o que vê. Pessoas caídas no chão, traficantes andando para um lado e para outro, várias prostitutas e transexuais “fazendo ponto”. Essa realidade tem deixado os cachoeirenses revoltados há muitos anos.
O enfermeiro Josiel Fernandes, 26 anos, disse que desde que ele era adolescente ele passava com o pai pela avenida e reparava aquelas pessoas que ficam ali. Ele acha um absurdo a polícia não fazer nada. “As autoridades deveriam retirar esse povo sujo e drogado que fica na avenida”, disse.
De acordo com o comerciante Antônio Guimarães, 59 anos, o tráfico de drogas e a prostituição no local, antigamente, era uma coisa mais discreta. Hoje em dia eles não têm um pingo de vergonha. “Você passa de carro os traficantes ficam olhando dentro do automóvel e as garotas de programa quase se jogam na frente do veículo se oferecendo”, indignou se.
Antônio afirmou que o problema não é só na Avenida Bernardo Horta. Na Beira Rio e no trevo da Kia carros, no BNH, acontecem à mesma coisa. Ele falou que não entende o porquê a polícia não age. “Eu tenho certeza que a polícia sabe de tudo só não entendo o motivo de não fazerem nada”, disse.
  Gosto e necessidade
A garota de programa, que usa pseudônimo, Luiza Bismark, que tem apenas 20 anos, disse que as pessoas só sabem julgar, mas que ninguém nunca parou para perguntar se ela precisava de comida ou de ajuda para pagar suas contas. Ela disse ter dois filhos e precisa alimentar eles.

“Eu procurei emprego várias vezes, mas infelizmente não consegui então o único jeito foi fazer programa”, contou.
Já o transexual T.O.M, de 34 anos, disse que faz programa porque é um meio de ganhar dinheiro fazendo o que gosta.

Nenhum comentário: