Páginas

domingo, 30 de dezembro de 2012

Picanha, alcatra ou fraldinha. Para um bom churrasco o que importa é a animação


Enquanto a picanha é vendida a um valor médio de R$ 39 o quilo, a fraldinha custa em torno de R$ 13 e não deixa nada a desejar.

O churrasco de final de ano já virou tradição em muitas famílias. Neste domingo (30) os capixabas aproveitaram os supermercados e açougues abertos para comprar os ingredientes do churrasco. Picanha, linguiça de pernil, asa de frango e cerveja são a base da festa da virada.

De acordo com a gerente de um açougue na Vila Rubim, Marlene Elias, o movimento no estabelecimento aumentou neste final de semana. Porém, com o valor da picanha em torno dos R$39, a carne nobre foi substituída por outros cortes, que também são de primeira, mas com um valor um pouco mais baixo, em torno dos R$ 23,00. “O que sai mais é alcatra e contra-filé. São as carnes que as pessoas mais compram para fazer churrasco”, conta.

Marlene explica que para quem acha que o preço ainda está elevado, é possível comprar uma carne boa e macia pelo valor de R$ 13,90 o quilo. “Tem o coxão mole, que as pessoas chamam de chã de dentro; fraldinha, que também é barato e tem pá, que dá um churrasco muito gostoso”. 

O vendedor José Willian Ramos não abre mão do churrasco da virada com a família e os amigos. Morador do bairro Maruípe, ele diz que não gosta de sair na noite do dia 31 por conta da violência. “Vou passar com a família em casa, vamos reunir todo mundo e ficar em casa, é mais seguro”, diz. Ele conta que a carne e a cerveja já foram compradas há mais de uma semana. “Já está tudo comprado. Eu nunca deixo para última hora”, afirma.

O aposentado Roberto Souza, 60 anos, vai passar a virada de ano na Praia de Camburi, comendo churrasco. Ele conta que ano novo combina com churrasco. E, para evitar filas, ele resolveu ir logo cedo fazer as compras. “Eu vou comprar tudo hoje para não deixar para a última hora e ter tumulto”, conta. 

Outra opção, que está sendo bastante apreciada pelos apaixonados por churrasco é a picanha suína. Considerada uma das peças nobres do porco, ela também é muito macia, como a picanha bovina, e custa a metade do preço. Nos supermercados, o preço da peça à vácuo, já temperada, varia entre R$ 15 e R$ 17,90 o quilo. 


Fonte: Rádio CBN Vitória (93,5 FM)

Nenhum comentário: